sábado, 13 de dezembro de 2008

Fantasmas

"- Um passáro precisa de asas, pressão e ângulo que o direcione. Asas você já tem.
- Pressão você me impõe
- Só falta mudar o ângulo de sua vida!"

Os fantasmas voaram soltos e alguns satisfeitos, outros insatisfeitos, ameaçadores, outros ainda frios como não esperava encontrar! Mas todos voaram para bem longe, para não virar poesia em minha prosa decadente.

ba-te-ma-cum-ba-he-he-ba-te-ma-cum-ba-ô-ba

Um comentário:

Tio Jubileu disse...

coisas ruins, desconjuro-as