segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Que saudade de ser criança levada e traquina depois de debutar na vida.
Que saudade da Aretha me tornando homem
Que saudade da Flávinha gritando.
Que saudade da dos venenos doce da Savanna
Que saudade da Carla completamente! (acompanhada ou solteira)
Que saudade das paredes do Cefet-se antes de pintarem tudo de amarelo
Que saudade da Isabella enquanto ela apenas me dizia "Fala, que eu gosto de te ouvir falando"
Que saudades dos textos repletos de "que" na madrugada adentro
Que saudade dos fracassos do Gia!
Que saudade de quando a Thaísa me tratava feito gente
Que saudade de acordar e ter saudades dos amigos
Que saudade de ter esperança na vida
Que saudade de não chorar facilmente (é preciso ser cômico agora!)

Um comentário:

iisα ' disse...

Li o "Que saudade da Isabella enquanto ela apenas me dizia "Fala, que eu gosto de te ouvir falando""... pensei logo que fosse comigo. Que cara-de-pau a minha, ler algo e achar que é em minha homenagem.
Lindo texto. Mas, "niilista" .[rsrsrsssssss]